terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Guerreiras e Heróis



Não estou assistindo ao Big Brother, mas vi a chamada para o programa dia desses.
Mostrava uma moça, uma das participantes, olhando pra câmera e dizendo com ar dramático: "Eu sou uma guerreira!!". É de dar nos nervos. Guerreira por quê? Porque está participando de um programa de televisão que vai levá-la, no mínimo, à capa da Playboy. Guerreira porque foi escolhida entre milhões de candidatos para ficar comendo do bom e do melhor e jogando conversa fora com um monte de desocupados?
As pessoas não têm culpa de serem burras, mas mereciam uma surra por se levarem tão a sério.

O Big Brother é um programa de tevê como outro qualquer e não defendo sua extinção, mas é preciso ficar atento a certos exageros. Por exemplo, é um exagero condenar o jornalista Pedro Bial por apresentá-lo, o cara está trabalhando, só isso. Por outro lado, ele perde a noção quando chama aquele pessoal de "nossos heróis". É o mesmo caso do "guerreira": a troco de que usar essas expressões graves e superlativas para falar de uma brincadeira televisiva em que todos sairão ganhando?

O que irrita no Big Brother, mais do que sua inutilidade, é o fato de os participantes serem tratados como vítimas. Qual é?

Circula pela internet um PPS que, pela primeira vez na história dos PPS, me tocou. Ele mostra heróis de verdade: homens e mulheres que abrem mão do conforto de suas casas para fazerem trabalho voluntário em aldeias na África e em 198 clínicas móveis no Líbano. São pessoas que oferecem ajuda humanitária internacional através do programa Médicos sem Fronteiras e que não medem esforços para dar amparo e assistência a moradores de rua e demais necessitados, seja no fim do mundo ou aqui mesmo nas ruas do Brasil. Isso é heróico, isso é ser guerreiro.

Quantos de nós, bem nascidos e bem criados, abrem mão de seus pequenos luxos para ajudar quem precisa?

Por isso, se você é da turma que liga pro Big Brother pra votar em paredões, pense melhor antes de erguer o telefone. Direcione sua ligação para um programa assistencial, gaste seu dinheiro com algo que realmente seja útil. Assista ao BBB, divirta-se e dê audiência, não há nada de errado com isso, mas, cada vez que tiver o impulso de ligar pra tirar fulano ou sicrana do programa, se toque: tem gente mais necessitada precisando da sua ligação. O site da Unicef traz uma lista de entidades que você pode colaborar dando apenas um telefonema.

Quer dar uma espiadinha?
Então espie o que está acontecendo à nossa volta.
Martha Medeiros

*****

Nota: Aproveitando o post (o ÚNICO neste blog referente BBB), veja um outro texto, de Marcelo Guido - obs.: em alguns sites, a autoria aparece erroneamente como de Luís Fernando Veríssimo.
Clique aqui - fonte: Usina de Letras.

Doces beijos!

8 comentários:

Kellen Bittencourt disse...

Muito bacana essa chacoalhada na galera, Muito verdadeiro, guerreira de que? Tantos guerreiros por ai como o texto mesmo disse, que abrem mão de suas vidas p servirem aos outros, esses sim são guerreiros, na minha opinião guerreiros de verdade são anônimos não se promovem, penso que esse BBB já rendeu tudo que tinha p render, p mim já cansou, duro é que a gente acaba se pegando vez ou outra assistindo essas pessoas, mas ligar realmente já seria demais p mim! Muito legal o post! Abçs e obrigadissimo pela visita, venha sempre que puder!

Bárbara Scarlett disse...

Oi Cici
tb acho ridiculo o BBB, pra falar a verdade agradeço a Deus e ao meu marido por ter Tv a cabo em casa há uns 6 meses desde então não vejo globo(Nunca pensei q conseguiria). Então fico por fora de tudo o que acontece na TV da "maioria". E lá no meu serviço, agora que vou ficar por fora do papo msm, o povo já começou a falar de BBB. Poxa! essas pessoas não tem mais o que falar. só dá BBB, dá ate raiva. Mas eu prefiro ficar por fora do assunto do que assistir coisa ruim só pra enturmar. Ah fala serio neh. Não preciso disso, não vai acrescentar nada na minha vida.
Adorei o post, mt sincero e verdadeiro.
bjus

Canela Castela disse...

ODEIO BBB
Inutilidade, falta de bom senso, mediocridade, enfim, nada acrescenta de bom. E o povo alienado de agora em diante só fala disso.
Em filas, onibus, trabalho, hospital, cemitério, sei lá. Tdo lugar é BBB
Afffff
ACORDA BRASILEIROS
Bem, minhas tatoos essas duas eu fiz uma pro filhao e outra pro marido(borboleta) e tennho um tribal nas costas. Quero fazer outra tbm. vamos ver...
Amiga ser mãe não é facil não!
Mas é incrivel!
Beijos de luz

ღღღღ Cici ღღღღ disse...

Bjs, Andreza!!
Um ótimo miolo de semana pra ti!

ღღღღ Cici ღღღღ disse...

Pois é, Kellen... já sabemos q terá o nerd, o gay, o esportista, as q vão pra Playboy... bem antes de conhecer os participantes.
A fórmula é a mesma... já deu, já rendeu, já cansou!

Bjs, e obrigad pela visita e pelo comentário!!
:)

ღღღღ Cici ღღღღ disse...

Bárbara, que bom que não estou sozinha nessa!! rs
Já fui criticada no ano passado por odiar esses tipos de realitys, blá, blá, blá... mas não vou mudar o meu pensamento pra agradar fulano ou ciclano.
Quem gosta, vá lá... assista e seja feliz! Mas não me venha tentar convencer de que este é um programa maravilhoso... hehehe!

Bjs, e obrigada pela visita + comentário!!

Lisy Brinhosa disse...

Pois é... é o fim da picada esse tipo de programa...

fico me perguntando pq a globo não faz essa doação de dinheiro para famílias necessitada... ou outras coisas mais...

pq não oferece um caro para um mero mortal entre nós mostrar q necessita e ficar lá horas para merece-lo... e assim por diante....

Aqui em casa não assistimos... mas é difícil ficar fora das conversas... elas vem atéa gente mesmo q a gente fuja delas....


Espero um dia termos uma tv melhor para assistir com nossas famílias...


bjs

ღღღღ Cici ღღღღ disse...

Pois é... é como praga, que se espalha por todos os cantos!! Deus me livre...

Bjs, querida!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...