quarta-feira, 14 de maio de 2014

Sobre a arte de não ser mãe...


E aeee?
As blogueiras mamães passaram bem o último domingo? Espero que sim.
Desejo sempre muito amor, junto de seus filhos, de suas famílias.

Bem, eu nem ia tocar nesse assunto, mas algumas postagens na minha timeline do FB me fez questionar alguns pontos.
Neste último Dia das Mães foi um festival de mulheres que se diziam extremamente FELIZES, COMPLETAS, REALIZADAS, um tal de que "só quem é mãe sabe o genuíno significado da palavra (e do sentimento) AMOR", e por aí vai.

Ok, que bacana, que dádiva, que bênção!
Mas eu, por ter escolhido não ser mãe, sou MENOS mulher, sou incompleta e infeliz?
Será que não gerar um serzinho fofo (e que um dia vai crescer e ser independente) me faz uma 'monstra' sem coração, egoísta, incapaz de amar, uma aberração?

Tenho muitas amigas e conhecidas que também não são mães, por opção. E sei que são mulheres pra lá de especiais, inteligentes e sim, realizadas.
Ou será que nós estamos fingindo tão bem? Que lá no fundo de nossos úteros estamos enganando a nós mesmas?

Ser mãe também não dá nenhum atestado de heroína ou de felicidade plena, senão não veríamos tantas crianças sendo maltratadas, ao descaso. Ter filhos é diferente de ser mãe. Mas isso já é outro assunto!

Muitas pessoas já me crucificaram, recebi comentários grotescos dizendo que estou errada, que vou me arrepender, que vou envelhecer sozinha, que só um filho me fará feliz. Oi?
Desculpe aee, mas já vi tantos casos de filhos que assassinaram a mãe, etc, etc. Ter um filho não é garantia de nada. Nenhum futuro é garantido, pois mal imagino se daqui a 1 semana estarei viva.

Aí vem aquela que se acha mais dona da verdade ainda e diz que 'eu não posso dizer o que é ser mãe porque não sou mãe'.
Então, eu não posso falar de nenhum outro assunto que eu não tenha vivido na pele? É isso mesmo, produção?
Oh, Gosh...

Bem, o que eu quero dizer aqui é que cada uma sabe de sua vida e de seus motivos para ter ou não filhos. Porque não ter filhos também pode não ser uma opção. E aí?!
Adorei o que a psicoterapeuta holística Celia Lima escreveu a respeito, sobre este assunto - aqui.

Então, por favor, parem de me olhar com espanto.
Não é o fim do mundo, não se preocupem! rs

Tenho uma enteada de quase 17 anos, e que desde os 10 quis morar comigo e com o pai dela. Aliás, nesses últimos 7 anos ela passa mais tempo comigo do que com sua mãe biológica, então acho que não sou tão má (rs), eu tenho um coração bom.

Respeito muito quem tem filhos. 
Fico super feliz quando alguma amiga fica grávida.
Amo e corujo muito meus sobrinhos reais e virtuais!

E pra finalizar, mesmo que você não concorde com nadica de nada do que escrevi, tudo bem também. Só peço respeito! Portanto, nem venha querer discutir, porque não vou responder a nenhum comentário mal educado... hahaha!

Não é questão de bom ou ruim, de certo ou errado, não tô levantando bandeira nenhuma... pelo amor de Deus. É questão de opção.
Não quero que este post gere polêmica. Foi só uma observação minha, um desabafo.
E a vida segue! kkkkkkk...


Doces beijos!

58 comentários:

Gigi disse...

Nossa AMEI ESSE POST....passo pelo mesmo, eu optei não ser mãe e as pessoas me tratam como se eu fosse um E.T...tenho
34 anos, sou super feliz com meu esposo e com minha vida.. respeito quem tem filhos, mas os que tem não me respeitam, é coisa de louco isso né??? Amo meus sobrinhos,mas não tenho a mínima vontade de engravidar...E SOU FELIZ.
bjosssssss

Luma Rosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luma Rosa disse...

Oi, Cici!
Carlos Drummond escreveu: "Amar se aprende amando..." e eu visitei algumas amigas blogueiras no dia das mães que não são mães e comentei sobre o instinto materno. Você não precisa parir para ter esse instinto, até porque existem mães que pariram mas que esse instinto muitas vezes precisou ser estimulado com occitocina. Alguns animais cuidam de filhotes de espécie diferente...
A sociedade arrumou uma grande alidada - a publicidade - para promover o amor como sentimento maior e agora mudaram o foco e estão promovendo a felicidade. Em todas as propagandas você será remetido a uma situação que lhe traga satisfação, erroneamente substituída pela palavra felicidade. Com os diversos tipos de amor, não foi diferente. Usam o amor para vender sexo, comida, roupas... e pessoas viraram produtos. Um casal gasta muito mais quando tem filhos e até os filhos serem também pais, eles serão consumidores em potencial.
A sociedade é aquela que quer normatizar as condutas individuais de cada um, ela quer que você case e depois tenha filhos. As pessoas lhe perguntam: "Quando você vai casar?". Você casa. "Quando vocês terão filhos?"... As pessoas podem optar em não querer, até porque, um casal pode se bastar ou melhor, a pessoa pode se bastar e ser feliz com o que já existe em sua vida. Filho não traz felicidade, traz obrigações, preocupação e noites sem dormir. Uma mulher não ama o seu filho quando ele nasce, ela tem o instinto de preservar aquela vida que gerou e esse instinto, quando alimentado de forma positiva, gera o apego, gera o afeto e isso podemos ter por qualquer ser vivo, independente de ser filho ou mesmo humano.
Me desculpe o comentário enorme. Eu tive filho com 15 anos, trabalhava e estudava fora do pais, sem apoio da família, mas tinha um marido absurdamente presente. Nesse meio tempo, ainda adotei uma criança nove anos mais velha que o meu filho. O amor é diferente? não! Eu amo mais os meus filhos do que os meus sobrinhos? Não. O amor é um sentimento projetado em que você faz a sua cabeça para aceitá-lo. Amar é uma comodidade que facilita as relações, mas não traz felicidade. Esses sentimentos positivos, são doces ilusões para melhorar a nossa passagem pela vida. Plenitude é algo bem maior que tudo!
Beijus,

Vivian Godoy disse...

Ameiiiiiiiiiiiii esse post Cici,eu também não sou mãe,porém é o meu maior sonho e por não conseguir engravidar tenho que ouvir cada coisa.Esse seu post deveria ser enviado pra muita gente,inclusive minha família!
Beijosss

Josye Duran disse...

Olá Cici!!
Acredito que as pessoas devem respeitar a opção uma das outras, e pararem de 'palpitar' na vida alheia, afinal somos felizes com as nossas escolhas, elas nos fazem felizes!!
Tenho muitas amigas que não optaram pela maternidade, inclusive minha irmã e são muito felizes pela escolha que fizeram :-).
O importante é ser feliz consigo mesma, os filhos crescem, se tornam independentes e seguem sua vida!
Excelente post!!
Bjss

Eu que fiz... ou quase isso disse...

Oi Cici, eu só te apoio mesmo e não acho de maneira nenhuma vc menos ou melhor que alguém por não parir, aliás de um jeito ou de outro vc é um pouco mãe, da sua enteada do seu sobrinho, enfim, minha irmã mais velha engravidou no susto, mas sempre falava que não teria filhos, acho isso uma opção natural, e este negócio de envelhecer sozinho é uma das piores desculpas para se ter um filho, pois filho é do mundo não nosso empregado, eu quero envelhecer bem e com saúde, se eu tiver a cabeça que tenho hoje, provavelmente vou procurar um asilo bem limpinho e divertido para morar, será uma opção caso eu perceba que estou atrapalhando a vida das minhas filhas.

Bjs e falou tudo amiga

Lia Gloria disse...

Cheguei!
Eu estava ansiosa esperando tua postagem rs
Certíssima.
O povo tem mania de classificar amor.
Eu sofro de outro preconceito:
Não existe mais mãe nem 'menas' mãe.
Sou mãe, e perco a paciência, sim. Esculhambo, xingo, grito, e meus filhos sabem filtrar essas atitudes.
Na opinião deles sou mega estressada, louca, mas autêntica. Dialogamos.
Somos parceiros.
Sabes porquê eu tô falando isso?
Porque a 'classe' das mais-mães, acha que maternidade é só poesia, paciência, devoção, abdicação e etc. Daí elas acham que as mães como eu, são 'menas' kkkkkkk
Eu conheço um monte de mulheres que não tem filhos, por opção, e maternam muito bem os filhos dos outros!

Amiga, eu sou ativista da humanização do nascimento e luto por uma infância respeitosa. Mas não condeno mulheres que optam por cirurgia ao invés de parto vaginal ou mulheres que não amamentam.
O que eu fico puta, é de ver 'mães' que posam de 'mais', mas terceirizam o filho, totalmente.
Melhor não tê-los. Pra mim, essas são as 'menas'.

Amor não tem nada a ver com tudo isso. Tem a ver com disposição. É ser presença positiva na vida dos outros.

Fico preocupada, é quando a pessoa diz que não gosta de crianças.

bjs


Bruxa disse...

rsrs adoro esse quadrinho.

Bom... eu tb não tenho filhos, pelo menos não humanos. Mas além de tantos peludos que cuido, tb já tive uma pessoa especial que morou em casa por 6 bons anos.
Compartilho das suas palavras que mãe não é gerar e acredito que no mundo, todos somos completos e feitos para o bem, porém, muitos ainda não sabem disso (!!!!).
Também já ouvi "comentários" por não ter filhos, mas como foi por doença e não tenho útero, as pessoas se calam. Ouvi muito quando eu casei e minha resposta sempre foi a mesma: "ser pai e mãe é muito mais que colocar filhos no mundo."

Abração esmagador e lindo dia.

Simone Bitar disse...

Cici querida!!!!! \o/
AMEI esse post e não tinha como sair daqui sem comentar.
TBM não sou mãe e não quero ter filhos. Mesmo caso...enteada vive aqui em casa.
E me sinto realizada e completa.
Nota 1.000 pra vc que disse TUDO e mais um pouco que eu nunca falei.
Bjos amada!!!
:)

Diário da mãe e da filha disse...

Apesar de ser mãe de dois eu super te entendo e principalmente te respeito. Sinceramente melhor escolher não ser mãe do que ser uma mulher qualquer que tem um filho só por pressão e não é de fato uma mãe (sabe o que eu estou querendo dizer, né?) fora que você já tem uma enteada que com certeza te ama muito e isso é recíproco

Cada um tem que ser feliz do jeito que acha que deve ser, sendo mãe de 3, de 4 ou não sendo mãe
Beijos

Larissa ViviTodoDia disse...

Oi amiga, que saudade de vc! Eh claro que vc nao eh menos mulher por nao querer ser mae! Alias, sua meiguice, bondade, alegria e todas as suas qualidades nos vemos mesmo sem conviver com vc, atraves do mundo virtual. Acho que vc esta certissima em viver aquilo que seu coracao pede. Eu ja nao quis ser mae por muito tempo e era muito realizada assim. Mudei de ideia (eu acho), mas nao me sinto na obrigacao de ser mae para ser feliz. Eu sempre fui feliz, mesmo la na Paraiba debaixo do sol quente andando a pe kkkkkkkkkk Felicidade exige comprometimento, a gente escolhe ser feliz independente das circunstancias, isso sim. Beijos =*

Adriana Balreira disse...

Ufa, ainda bem que não estou sozinha nessa de não querer ter filhos. Bom, eu vivo minha vida sendo muito feliz sem filhos. E também fico indignada quando me falam que eu não posso opinar em nada por não ser mãe. Parece que sou um outro ser! Me sinto tão excluída nesse mundo materno! Me cansa. Eu fiz minha escolha, mesmo que eu me case, eu não quero, não me vejo sendo mãe. Uma escolha, um destino. Já não tenho pique de quando eu era mais nova. Lógico que já tive vontade de ser mãe. Mas agora não é isso que eu quero para mim! Não tenho mais paciência com menino pequeno. Então, não se sinta sozinha! Estamos juntos nessa!
Beijos
Adriana

Adriana Balreira disse...

Ufa, ainda bem que não estou sozinha nessa de não querer ter filhos. Bom, eu vivo minha vida sendo muito feliz sem filhos. E também fico indignada quando me falam que eu não posso opinar em nada por não ser mãe. Parece que sou um outro ser! Me sinto tão excluída nesse mundo materno! Me cansa. Eu fiz minha escolha, mesmo que eu me case, eu não quero, não me vejo sendo mãe. Uma escolha, um destino. Já não tenho pique de quando eu era mais nova. Lógico que já tive vontade de ser mãe. Mas agora não é isso que eu quero para mim! Não tenho mais paciência com menino pequeno. Então, não se sinta sozinha! Estamos juntos nessa!
Beijos
Adriana

Adriana Balreira disse...

Ufa, ainda bem que não estou sozinha nessa de não querer ter filhos. Bom, eu vivo minha vida sendo muito feliz sem filhos. E também fico indignada quando me falam que eu não posso opinar em nada por não ser mãe. Parece que sou um outro ser! Me sinto tão excluída nesse mundo materno! Me cansa. Eu fiz minha escolha, mesmo que eu me case, eu não quero, não me vejo sendo mãe. Uma escolha, um destino. Já não tenho pique de quando eu era mais nova. Lógico que já tive vontade de ser mãe. Mas agora não é isso que eu quero para mim! Não tenho mais paciência com menino pequeno. Então, não se sinta sozinha! Estamos juntos nessa!
Beijos
Adriana

Fazendo @rte disse...

Oi amiga,
quanto tempo eu não passa por aqui, na verdade não estou passando nem pelo meu blog, sabe vida corrida.
Adorei seu post, tá tem que falar o que te incomoda, deixa pra lá essa pessoas, eu tenho lindo filhos, amo de mais ser mãe, como diz uma amiga minha eu nasci pra ser mãe, e existe MÃES e mães.E o que você tem feito pela sua enteada a 7 anos, é como uma mãe, pra ser mãe não precisa vir do seu ventre. Se você é feliz assim, pronto, ponto, isso é o mais importante.
Nossa como estou escrevendo hoje, kkkkkk
beijos fica com Deus
uma linda semana

**Lih** disse...

Cici,

Um dos problemas desse mundo é o tal do "Padrão" se você não o segue ta errada, se é diferente tá errada, se tem sua própria opinião esta errada também... se cada um fosse cuidar do seu próprio 'rabo' tudo seria muito mais fácil.

Beijos!

Déa Prado disse...

Amei Cici linda....
Sempre penso...que todo mundo fala super bem das mães...mas gente...esquecem que muitas mães matam, se drogam, abandonas não só os filhos como jogam os filhos dos outros pela janela.
Graças à Deus há mais mães boas do que ruim, mas ser mãe não faz desse ser humano um anjo...
Quem busca a evolução, sendo mãe ou não...alcançará...quem não tá nem aí...pode ser mãe e não chegar a lugar algum...desde quando tratar só os filhos bem é sinônimo de santidade...rs
Realmente o futuro não pertence a ninguém...quem sabe o que irá acontecer daqui um segundo...
Beijos sua linda e adoravel pessoa....rs

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Cici, vc tem meu respeito e admiração, não acho que nenhuma mulher tem obrigação de ser mãe, pelo contrário converse com as minhas filhas um dia e pergunte o que digo a elas kkkkk "não tenham filhos" elas morrem comigo kkkk digo sempre, vão viajar curtir a vida, arrumem um cachorro etc, me arrependo de ser mãe?? Não, não me arrependo, amo as minhas filhas mas não acho que este mundo mereça os nossos filhos, por isso aconselho elas não terem ou em ultimo caso terem apenas um rsrssr Bjosssss

Mundo da Carolina disse...

Por vezes sabe bem desabafar!! Eu tambem não desejo ser mãe e não sou má pessoa por isso,concordo plenamente com tudo o que disseste. Eu até gostava de ter uma criança mas há a questão das dores que eu não iria suportar,tendo eu a doença da depressão nervosa e,depois,tambem,a vida cá em Portugal está cada vez mais dificil e duvido que isto um dia melhore,pelo menos para a minha familia as coisas estão cada vez piores mas,como eu sempre digo,é viver um dia de cada vez!! Afinal,a vida é feita de momentos,momentos esses que devem ser bem aproveitados porque o tempo nunca volta,o que volta é a esperança de o tempo voltar. Beijinhos para ti!! mundomusicaldacarolina.blogspot.pt

Zizi Santos disse...

Cici
eu te entendo perfeitamente,
minha filha também tem a mesma opção que a sua. Respeito profundamente a sua opção.
Quando chegam as datas comemorativas eu fujo delas, seja Natal, dia das Mães, tudo aquilo que demonstre sentimentos que não quero expressar. Nem todas mães são heroínas mesmo e expressam esse amor tão universal.
Se eu te contar minha historia de vida, ah Cici...
Gostei demais de seu depoimento. bj Zizi

Luciene Tenorio Nunes disse...

Putz, Cici!
Seu melhor post EVER! Desculpaê as demais postagens deliciosas e lindonas com PAP e tudo o mais. Marcou o melhor gol dentro da pequena área. Traduzindo: disse a que veio!
Disse ontem no FB pra uma coleguinha que eu queria ser mãe e não apenas ter um filho. Parido do meu maduro útero ou do coração. É assim que sinto o que é ser mãe.
Acho mesmo que patrulha de família e amigos bem uó. De quem nem convive conosco, uma indecência.
Um ex colega de trabalho uma vez soltou a pérola "que toda mulher foi feita para ser mãe". Minha filha, o ki-suco ferveu! Tenho muitas amigas que decidiram que não queriam ser mães, e são felizes distribuindo e transbordando amor e compaixão como poucas pessoas que já vi.
Como já deve ter percebido, amei o post.
Linda semana a ti.
Bjk.s

Dona GAM (GAM DOLLS - 2) disse...

BOA NOITE, COLEGA CICI!
AÊ, MENINA... TÔ CONTIGO!!!
TAMBÉM NÃO SOU MÃE, OPTEI POR NUNCA (NUNCA MESMO) SER E POR CONTA DISSO, TEM GENTE QUE FALA O QUE NÃO DEVE E OLHA TORTO. POR MIM, Ó...
EU E MEU MARIDO ESTAMOS FELIZES ASSIM E JÁ ERA!
TEMOS 3 GATOS E UMA GALINHA PRA CUIDAR. TÁ ÓÓÓÓTIMO!
SE CADA UM SE PREOCUPASSE MAIS COM O PRÓPRIO UMBIGO, O MUNDO COM CERTEZA NÃO TERIA TANTAS COISAS RUINS. É UM TAL DE CUIDAR DA VIDA DOS OUTROS, NÉ?
"SARTEI DE BANDA", TÔ FORA!!!
E QUE SEJA MUITO FELIZ QUE É MAMÃE, QUEM TEM FILHINHOS.
FILHOS NÃO SÃO BRINQUEDOS E EXIGEM MUITA PACIÊNCIA, TEMPO E CARINHO. É REALMENTE PRA QUEM GOSTA E OS QUER.
DÊ UMA PASSADINHA EM "GAM DOLLS (2)", MOÇA!
TEM POSTAGEM NOVA POR LÁ.
SE GOSTAR, COMENTE E SE QUISER, PARTICIPE DA BRINCADEIRA.
AGUARDO VOSSA PRESENÇA EM MEU CANTINHO, OK?
ABRAÇÃO PRA VOCÊ!

Renata disse...

Oi Cici !

Adorei! É bom saber que não se está sozinha.
Nunca tive vontade de ser mãe, tá mentira, houve um breve momento que até senti vontade mas passou. A verdade é que não fui talhada para a maternidade, acho que não está em mim. Foi uma delícia quando minha irmã teve seus filhos, curti meus sobrinhos, enchi de carinho, presente e muita bagunça, mas quando eu cansava voltava para minha casa e pronto.
Agora que já passei da idade de ter filhos as cobranças acabaram, mas já escutei muito : - Não tem filhos? Porque? Não pode? - era difícil me fazer entender que simplesmente não queria...existe uma certa "patrulha" que fazia eu me sentir mal. Parecia que eu era a pessoa mais egoísta do universo... Hoje levo numa boa, mas é muito bom ver que existem pessoas que pensam como eu.

beijos, Renata
palptandoemtudo

Patrícia disse...

Cici
Concordo com tudo!!! Tudo q já te aconteceu, comigo tbm acontecia muito qdo casei , hj em dia só pessoas fora do meu cotidiano q se espantam qdo digo q nunca quis ter filhos. Foi opção minha e do meu marido. Pior ainda aquelas q ficam indignadas qdo brinco q tenho filhos gatos kkkk to nem aí.
Tenho sobrinhos e hj em dia eu me tornei mãe da minha mãe que precisa muito de mim, fico muito feliz por isso e me basta
Engraçado que vejo tantas formas de familias fora do tradicional, mulheres tendo filhos de um cara diferente do outro ...e não me meto, então não admito q se metam nas minhas escolhas. Bjs

Mirian Trédicci disse...

Oi Cici,
quando li no blog da Lia que vc iria fazer essa postagem corri pra ler, tinha certeza que iria gostar! Seus comentários são sempre pertinentes, você tem toda razão! Sou mãe e consigo te entender perfeitamente...acho que falta educação, respeito e tolerância hoje em dia. Tá fácil criticar através das redes sociais!
Um beijo

Andréa disse...

Cici querida,
eu te compreendo e muito!
Vc tem a Pri e seu maridão, hehehe!
Eu só tenho um filho de 21 anos, fui mãe aos 18 não quero mais nenhum.
Fui e sou muito cobrada por ter mais um filho, pra mim um tá ótimo e se eu optasse por não ter nenhum, ninguém não teria nada com isso.
Acho tão lindo quando vc posta fotos sua do maridon e da Pri, família linda, hehehe!

Bjs, fique com Deus ♥

Christiane Garcia disse...

Cici, temos a liberdade de termos ou não filhos. Ter filho é uma responsabilidade muito grande, é uma coisa linda, mas é muita responsabilidade. E ninguém é melhor ou pior por ter ou não filhos. Tudo o que foge ás convenções sociais causa espanto, mas não liga não.
O que importa nesse mundo é ser feliz. Um grande bj

Renata Pereira disse...

Cici, esse assunto dá tanto “pano para manga” como diz a minha mãe que eu abri um doc. No word para fazer um comentário “completo”.
Amor é amor, de pai, de mãe, de filho, de irmão, de amigo, de madrinha, de sei lá mais quem...só vc sabe o quanto vc ama determinada pessoa.... as outras e até a própria pode só imaginar... essa história de genuíno significado da palavra amor é balela, pois esse não é o único tipo de amor que existe...mas enfim.....
Essa história de não poder dizer porque ainda não é mãe é outra balela. Eu não preciso pular de uma ponte para saber que eu vou morrer. Sei do amor incondicional da minha mãe por mim. Sei e sinto. Se algum dia eu for mãe vou viver isso também, hoje eu apenas sei.
A questão é que a sociedade ainda está presa a certas “verdades absolutas”, a mulher tem que casar e parir, se não for mãe ela não se realizou.... Mas essa situação só nos mostra como o povo ainda vive na idade da pedra e não no século 21. Minha mãe tem uma vizinha que casou, teve filhos e depois deles crescidos ela se “revelou” homossexual. Ela falou que já tinha dado a satisfação dela para a sociedade...Olha isso! Olha o mundo hipócrita em que vivemos. Aonde que nessa altura da vida temos que dar satisfação para alguém? Ninguém para as minhas contas..... Eu estou com 34, meu sobrinho vai fazer 1 ano, minha irmã está grávida agora depois de 3 anos de casada...as pessoas ficam enchendo o meu saco kkkkkkkkkkk , mas ainda não recebi “ o chamado”, sabe? Kkkkkk Complicado.... Mas uma coisa eu sempre tive em mente, se não for sair de mim, sempre poderei adotar, e isso é ainda melhor, pois o relógio biológico não regula srsrsrs
bjs

Gabrielle de Almeida Ramos disse...

Só vou escrever isso aqui ó: PER-FE-I-TO!!!
Mais 'nadegas' a declarar...
Beijos, beijos..

Andrea e Maki disse...

Perfeito! Eu só tive uma filha, linda e maravilhosa muito planejada com tudo certinho, me cobram muito que ela tenha irmãos... que saco! A vida é uma eterna cobrança, vejo filhos como seres para o mundo, não propriedade minha e nesse sentido quero dar ao mundo um ser feliz,que viva com conforto que estude numa escola legal e no meu caso se tiver 2 já não dá! Eu e meu marido somos loucos pela nossa filha mas já conversamos que se tivéssemos pensado mais não teríamos nenhum,tive minha filha com 31 anos naquela pressão de que não dava para esperar mais, achei a gravidez um saco,o parto horrível... parece que vivo na contra-mão! É assim mesmo, mas os outros que se danem, faça o que te deixa feliz! beijão.

Andrea e Maki disse...

Perfeito! Eu só tive uma filha, linda e maravilhosa muito planejada com tudo certinho, me cobram muito que ela tenha irmãos... que saco! A vida é uma eterna cobrança, vejo filhos como seres para o mundo, não propriedade minha e nesse sentido quero dar ao mundo um ser feliz,que viva com conforto que estude numa escola legal e no meu caso se tiver 2 já não dá! Eu e meu marido somos loucos pela nossa filha mas já conversamos que se tivéssemos pensado mais não teríamos nenhum,tive minha filha com 31 anos naquela pressão de que não dava para esperar mais, achei a gravidez um saco,o parto horrível... parece que vivo na contra-mão! É assim mesmo, mas os outros que se danem, faça o que te deixa feliz! beijão.

Regina disse...


Cici, querida

Concordo com voce em tudo que escreveu.

Cada um tem a sua opção e pronto.

As pessoas tem mania de nos fazer cobranças, né?

beijo carinhoso

Marcia Ruiz disse...

Oi Cici, concordo plenamente. Tenho uma irmã que optou em não ter filhos e nem por isso é infeliz, pelo contrário... viaja, curte bem a vida... e olha que nem é mãe de cachorro também, kkk. Pois eu, tive duas, são amores, mas quem me dá mais trabalho e está sugando todo o meu amor, kkkk, Mel. Completamente bebê, me acorda às 6 e 30, quer biscoitinho da manhã, depois quer abrir portão para o pai que vai trabalhar. Depois... almofada no sol, almoço, biscoitinho da tarde, cama, janta, colo, biscoitinho da noite, caminha... ah e agora quer que eu leve no quintal para o xixi, kkk.
E no dia das mães, só lambidinhas, rs.
Grande beijo!

Silvana Cotrim disse...

Lindo post, amiga.
Abraço.

Marcia Gullo disse...

Oi Cici, sabe que na minha cabela eu tinha um acordo.... se não tivesse conhecido ninguem especial para dividir o resto da minha vida ate os 30 anos, iria vender tudo que tinha e cair no mundo.... mas quanto tava com 27 reencontrei meu atual marido e dai fuem fuem fuem....kkkkkkkkkkkk hoje tenho dois filhos que amo mais que tudo, mas ainda penso em como seria minha vida sem eles....
te apoio e apoia.
ter filhos não é esse mar de rosas que o povo pinta não.... tem seus pros e tem os contra tbem, mas quem ja teve filho não pode mais voltar atras, ne? pois filho é pra sempre.
Um beijo linda

Blog da Gullo

Artes da Mel disse...

Oi Cici!!!! Que saudades deste seu cantinho q está tão lindo! Ainda bem q vcs nao me abandonaram, fiquei muito feliz com as msgs das minhas amigas blogueiras!
Grande beijo e forte abraço! Mel

Maria Carolina disse...

Oi Cici!
Eu concordo com você. Acho que cada um sabe o que quer e o que acha que é melhor para sua vida.
Conheço muitas mulheres que desejam ardentemente serem mães. Outras não fazem questão nenhuma, algumas são inclusive taxativas ao dizer que não querem ter filhos.
Não vejo sentido algum em criticar a decisão de outra pessoas sobre esse assunto... é uma escolha individual, algo muito delicado e pessoal.
Beijinhos!!!

FLAVIA SEABRA & LENINHA SEABRA disse...

Cici querida,
Te apoio em tudo!!!Infelizmente,tem
certas pessoas que tem o prazer em
alfinetar,é duro porque não tenho
filhos e escuto coisas terríveis,mas
não ligo mais e em uma oportunidade
vou abrir meu coração.Mamis,agradece
sua delicadeza e seu carinho.
Grande beijo

Licia Dutra disse...

Oi Cici,cada um sabe das suas necessidades e o que trás a felicidade.Impor alguma coisa que a pessoa não quer é que não trás felicidade na vida de ninguém.A pessoa pode ser plena e feliz com a profissão que escolheu,com o marido,fazendo várias viagens,sendo mãe,para o encontro da felicidade não tem uma formula.Quando meus filhos eram bebês foi o momento mais feliz da minha vida,eu era tão feliz que não cabia no meu peito,mas por outro lado,filhos não trazem só alegrias,quando cresceram tive grandes tristezas também. Bjss.

Fernanda disse...

Oi Cici,conheci seu blog hj ao acaso.E me senti tão bem por ler exatamente o que eu passo e sinto.Tenho 35 anos e estou mto bem casada pela 2a vez.Tenho enteado que vem todos finais de semana,tenho 3 afilhados e considero meus cães criados no pátio como filhos.Odeio ler tanta coisa absurda a respeito de pessoas como nós que escolhem não ser mãe.Eu no caso nunca tive instinto materno.Sinto que não nasci pra ser mãe e não me faz falta alguma.Mas como tem gente ignorante que fala o que pensa e no caso sem base alguma.Magoa e me deixa mto irritada,taurina,imagina...Adorei seu blog e ver tantas mulheres que compartilham o mesmo.Espero mantermos contato.Beijo

Marion disse...

Concordando em tudo...! Pelo visto, muita gente se identificou contigo e te viu como porta-voz, que é o que dá pra ver pelos comentários. Bjbj

Crocheteando...momentos! disse...

Cici...ser Mãe é um privilégio e eu sempre sonhei ser e consegui concretizar esse desejo...mas entendo perfeitamente quem não é mãe por opção!
Importa que nos sintamos bem com a escolha feita! Bj

Aline Wrencher disse...

Oi amiga

Então... até o ano passado eu não era mãe. Queria muito ser, mas não era. Você sabe, né? Acompanhou...
E SIM, EU ERA FELIZ! NÃO ERA FRUSTRADA! NÃO ERA MENOS MULHER!
Ano passado minha filha chegou, por meio da adoção. Sou menos mãe porque não a pari? NÃO!
Da mesma forma, você não é menos mulher por não ter filhos! Eu conheço um montão de mulher que não tem e são felizes do mesmo jeito.
Quando eu não tinha a Thalia, choviam cobranças e algumas em tom condenatório. Tipo: Vc não quer ter filho não? E eu queria... apenas não conseguia... Imagino como deva ser sacal viver sendo julgada.
Se cada um cuidasse de sua vida o mundo seria um lugarzinho bem melhor pra se viver.

Bjks amiga!

Evinha disse...

Oi Cici você fez a sua escolha e todos tem que respeita-la por isso, mas sei que não é bem assim.A minha filha linda e maravilhosa, hoje está com 37 anos e desde pequena disse que não queria ter filhos.Ela passa o mesmo que tu, mas pensa assim, se tu está bem, ignora, esteja em paz consigo mesma, quer coisa melhor?um grande abraço

Pepa disse...

Oi Cici, é a Vi,é todo um processo de cobranças, quando a gente é criança tem: oque você vai ser quando crescer?
Depois: você já esta namorando?
Vai fazer vestibular para que?
Vai casar quando?, vai ter filho quando?, vai ter o segundo filho quando?, seu filho vai fazer que faculdade?, vai casar quando?
Só falta perguntarem: quando você vai morrer, porque todas outras perguntas cretinas são feitas ao longo da nossa vida.
Pior é quem te acha fracassado, por não seguir o padrão determinado, e fica te olhando como se fosse um ET.
Sinceramente, eu não vejo as pessoas se tornarem melhor depois de se tornarem mãe, pelo contrario certas pessoas quando se tornam mãe, vão permitir que conheçamos melhor elas, pela educação que elas não dão aos filhos, pela falta de princípios éticos e morais que elas passam aos filhos, meu padrinho já dizia, que a mulher dele não servia nem para educar cachorro, e tem muita gente assim.., mas sabe como é, se a pessoa quer acreditar que ficou uma pessoa melhor depois de ser mãe, eu é que não vou ficar discutindo sobre isso, ao contrario, vou observar bem, e dependendo do que eu ver, vou manter distância, aguentar criança mimada, pirracenta com mãe conivente, babona, não é um "esporte" que eu consigo praticar.
Muitos beijos,Vi

vivi disse...

A verdade é que não há como saber, porque existem bons e maus momentos com ou sem filho(s). É algo como afirmar que mulheres são mais inteligentes ou que homens dirigem melhor. Se cada um cuidasse de sua própria vida, isso sim, seria melhor!! Beijos, te amo.

Carol Sena disse...

Adorei o post. A sociedade idealizou que os casais devem casar e ter filhos. Desde que casei esse assunto me incomoda e muito pois não quero ter filhos no momento, amanha eu não sei ainda não é uma decisão formada e respeito de quem optou em não ter.
A sociedade idealiza uma vida para nós, mas cada é que sabe de si! Eu tenho 27 anos e já me disseram que estou velha para ser mãe... olha é cada coisa que eu ouço.

Respeito e apoio sua opnião!

Ah passa no blog tem surpresinha para vc!

bju

Kazue Cerejinha disse...

Adorei o post CICI !!!
Me fez lembrar o meu passado, pensava como você até os 20 anos ...e por acidente (imaturo ) eu aqui com filho amado. BEIJINHOS

Pepa disse...

Cici, acho que num dos nossos primeiros encontrinhos a gente conversou sobre isso, e isso me aproximou um pouco mais de vc... já que tínhamos feito a mesma opção...

Eu disse lá no face que o post estava mega bom, daqueles que eu gostaria de ter escrito sabe cumé ??

Acho que quando as pessoas deixarem de colocar expectativas da sua vida nas costas dos outros as coisas ficariam bem mais fáceis !!!

Adorei , sem mais , srsrrsrs

Bjus 1000 minha amiga querida

Zizi Santos disse...

Oi Cici
(eu se fosse vc, imprimia todos esses comentários lidos)
vc perguntou vim responder,
dei um tempo no facebook, não aconteceu nada
mas ele ocupava demais minha cabeça e meu tempo
como uma doença, um vício. Cortei.
ah não, eu ficava com a pessoa no meu pensamento, será que ela gosta de mim, será que desagradei, será que....
hoje é meu primeiro dia sem, rsrs
parece papo de AA

kkk
bjos
Zizi

Zizi Santos disse...

retificando, eu se fosse vc imprimia todos esses comentarios Lindos!

Michelle Hernandez disse...

Cici,

Respeito a sua opção e sua opinião.
Eu tenho 3,mas vida de mãe não é só doce, tem muito sal também...rsrs...
Conheço muita gente que não tem filhos, não quer e ponto final e são felizes. Mas a pressão existe.
Besitos

Rosana Remor disse...

Cic, concordo com vc!Conheço mães que nem deveriam ter tido filhos...são possessivas, egoístas, más...é verdade.E tem gente que diz que mãe é isso, é aquilo...nem sempre.Minha sogra,por exemplo é uma péssima mãe.Escolheu uma filha e deixou os outros de lado, principalmente meu marido.Para ela, ele sempre está errado...af.Odeio.E olha, cada um sabe de si, coisa chata as pessoas ficarem querendo que os outros façam isso e aquilo.E viva todas as mulheres, do jeito que são!!bjs.

Anônimo disse...

Sempre quis ser mae. Mas, tive muita dificuldade de engravidar pela primeira vez. Por isso fui assunto da familia durante 10 anos (tive minha primeira filha com dez anos de casada). Imagino como não deve ser fácil pensar diferente. Mas saiba que só Jesus Cristo é capaz de nos trazer a verdadeira felicidade.

Dayse Fashion disse...

Também acho que não há motivo para pânico geral da nação :D Cada um faz suas escolhas, que lhe farão mais felizes!
bjssssss

Ingrid Flauzino disse...

Cici, concordo com você...
Não é porque você não quer ser mãe, que você é um monstro, uma árvore seca (o que dizem por ai ), uma mulher mal amada. Nada disso, é uma opção, uma escolha, um modo de se viver... Minha cunhada optou por não ter filhos, vive a mais de 13 anos com o marido dela, e ela recebe muita cobrança de familiares e pessoas que nem a conhece dizendo que ela deve arrumar um filho, para ela ser feliz.Porém é uma decisão da minha cunhada e ela não quer e pronto.Ela me diz que os motivos delas são os sofrimento que está esse mundo, as pessoas se matando por qualquer coisa, as pessoas se maldizendo, as falsidades, ela disse que não suportaria a ideia de ver o filho dela sofrer, pois ela disse que já sofreu quando o gato de estimação, foi envenenado pelo vizinho e ela não pode fazer nada, imagine sendo filhos dela...Ai ela me disse para que que eu vou arrumar dor de cabeça e sofrimento para mim mesmo. Eu sou feliz sem filhos, vou continuar assim.
Você já disse, quem disse que filho é garantia de felicidade ?
é a maior mentira, pode ser garantia de amar alguém mais do que a noś mesmo, mas de felicidade não é não... Meus irmãos, tanto o mais velho, quanto o caçula só trouxe dor de cabeça para minha mãe, muito sofrimento, magoaram muito a minha mãe, eles disseram coisas horríveis para ela ( em dias de desentendimentos), já chegaram até dizer para ele, que ELES NÃO PEDIU PARA NASCER... Hã, como assim,. Sim eles falaram isso e muito mais ( assim que puder te mando um email, relatando melhor).Ou seja, Minha mãe não se arrepende de nenhum dos filhos delas, mas disse que se ela soubesses que seria assim, pensaria melhor.
Acho a sua decisão, muito sabia e importante, pois a vida é sua e você mais do que nunca sabe o que é melhor para você...Eu ainda sou nova para dizer se quero ou não quero filhos, no momento eu quero(mais não agora, daqui alguns anos) me imagino sendo mãe... Mas não vejo isso como uma necessidade para eu ser feliz e amada.Pois eu sou muito feliz e amada sem filhos, sou amada pelo marido, pais, sobrinhos, amigos,primos, família...O que importa é dar amor e receber amor, eu tenho uma sobrinha, que assim que ela me vê ela corre me abraçar e me beijar, ela me abraça tanto, tanto que chega a ser lindo de ver...(nossa ligação é como a sua com o Felipe). Esses momentos para mim , já é felicidade e gratificante, me mostra que sou uma pessoa de bem (pois senão as crianças fugiriam de mim).
Conheço alguns relatos de muitas mulheres que fizeram de tudo para engravidar de tudo mesmo , lutaram até contra a vontade de Deus para poder ser mãe...Teve mulheres que lutaram, muito muito mesmo para ser mãe, buscaram métodos e na hora do bebe nascer aconteceu dessa Jovem mulher falecer no parto =/ Nesse caso o pai não quis ficar com o filho, por causa da lembrança.Tem um outro caso, que a mulher lutou muito também e não conseguiu, dai ela adotou e infelizmente o mundo, a droga a criminalidade o roubou.Eis que ficou somente a mãe correndo atrás do filho , isso é felicidade?
Foi ai que minha tia disse, se você não puder ter filhos, não tenha...Pois Deus escreve certos por linhas tortas. Resumindo, tem gente que causa a própria tempestade e fica triste quando chove.
Então Cici, não queira arrumar filho para a sociedade, se você não quer, não quer e pronto. Deixe a sociedade perguntar, falar , o que quiser...Pois você se conhece e se entende.

Desculpe, pelo comenpost hahahaha

Beijocas, parabéns pela decisão e coragem de falar sobre esse assunto aqui.

Beijocas

Lilicutes disse...

Lembro que li esse post e não tinha nenhum comentário e não quis deixar o meu na época pois queria ler os comentários depois. Bem, o tempo passou e hoje colocando as visitas e ordem aqui no cafofo cheguei nele. Li vários cometários e concordo com todos. Parabéns pelo post que vc achou que seria bombardeada e acabou que todas gostamos. Todos precisamos respeitar as escolhas que outros fizeram assim como queremos que respeitem a nossa opinião ou escolha.
Passei por várias cobranças nessa vida e entre elas o fato de ter casado tarde e ter deixado pra engravidar no último minuto antes que meus hormônios começassem a falir. E ainda escuto cobranças por ter um único filho. De que adianta ter 10 e não poder criar ou pior esperar que o governo ou os outros os criem. O Leandro sempre me cobrou um irmão, olha a cobrança aí rsrsrs, mas marido e eu sabemos como é difícil dar uma boa educação pra apenas 1.

Bjsssss amiga e te acho uma mulher incrível e super amorosa!!

Kaku

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...